top of page
  • siteatlassociacao

ATT repudia matéria da Globo News sobre acidente com Fokker 100 da TAM

Caro (a) aeronauta,

Em reportagem sobre os 20 anos do acidente com o Fokker 100 da TAM em Congonhas, apresentada no dia 31 de outubro pela Globo News durante o programa “Estúdio i”, o jornalista Gabriel Prado apresentou uma série de informações equivocadas sobre o treinamento e a proficiência dos aeronautas brasileiros.


Citando um especialista cujo nome não foi mencionado, o jornalista questionou a capacidade dos profissionais que tripulam diariamente as aeronaves brasileiras. O profissional infere que parte deles teria dificuldade de interpretar manuais por não saber “falar inglês”, idioma padrão dos manuais, e que não saberiam fazer cálculos “das mais variadas formas”, o que “eventualmente” afetaria sua capacidade de definir as quantidades de combustível necessárias para cobrir as distâncias voadas. Por fim, Gabriel Prado conclui afirmando que tais “gargalos” poderiam ser “aperfeiçoados” para evitar acidentes como o ocorrido com o Fokker 100 da TAM.

Dessa forma, a ATT faz questão de se posicionar e repudiar as colocações equivocadas presentes na reportagem. Ficou evidente a falta de conhecimento em relação ao nível da formação dos pilotos de linha aérea no país e as causas do acidente ocorrido em 1996, fazendo-se necessário um esclarecimento ao jornalista, ao veículo pelo qual a matéria foi transmitida e à sociedade, utilizadora do transporte aéreo no país.

Vale ressaltar que os treinamentos e avaliações periódicas às quais os pilotos brasileiros são submetidos desde o início de sua formação seguem normas nacionais baseadas em recomendações da Organização da Aviação Civil Internacional (OACI).

A qualidade de formação e proficiência do piloto brasileiro reflete, inclusive, no reconhecimento dessa excelência operacional por empresas aéreas estrangeiras. Regularmente, companhias asiáticas, europeias e do Oriente Médio realizam recrutamento no Brasil.

Ainda é preciso destacar que a proficiência no idioma inglês e a habilidade em cálculo não foram fatores contribuintes para o acidente, como dado a entender pela matéria. O próprio G1, pertencente ao grupo controlador da rede de notícias da qual faz parte a Globo News, publicou em 2006 uma matéria que atesta as reais causas do acidente e pode ser lida no seguinte endereço: http://g1.globo.com/Noti…/SaoPaulo/0,,AA1331629-5605,00.html.

A ATT, o SNA e as demais associações reforçam o compromisso dos aeronautas brasileiros com a segurança de voo, zelando acima de tudo pela integridade das operações, das aeronaves e de seus tripulantes e passageiros.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page