• siteatlassociacao

Benefício que complementa salário em caso de afastamento temporário é só na ATT!

Nenhum texto alternativo automático disponível.

A profissão de tripulante técnico e de cabine está sujeita a lesões e afastamentos temporários, que muitas vezes superam os 15 dias. Por ter boa parte da renda ligada à quantidade de horas de voo, o poder aquisitivo de pilotos e comissários despenca em caso de entrada no INSS, pois apenas o salário base é pago nessa situação. Por essa razão, a ATT criou o Convênio de Auxílio Mútuo (CAM), que há mais de 30 anos ajuda os associados que passam por essa delicada situação.


Nos últimos 20 anos, mais de 1650 tripulantes diferentes utilizaram esse benefício, uma média de mais de 50 por mês precisando do auxílio de CAM I. São números que demonstram o quanto o tripulante está sujeito a afastamentos e como o benefício é essencial para ajudar a superar momentos difíceis.

Com o CAM I, o associado afastado pelo INSS recebe um auxílio mensal que visa complementar a renda, tornando-a equivalente ao rendimento obtido em período ativo. O valor do benefício cresce de acordo com o período como associado, alcançando 100% a partir do 11º mês de ATT.

Veja a seguir o valor total dedicado a cada categoria:

Comandante – 200 diárias Copiloto – 90 diárias Comissário – 30 diárias

Em casos de tratamento ortopédico conservador, o valor pago é de 50% desse total, de acordo com o tempo de associação. Apenas afastamentos por doenças psicossomáticas, drogas, álcool ou gestação não são cobertos pelo CAM I.

Trabalhar com a rotina atribulada da aviação sem nenhum tipo de seguro é arriscado. Seja um sócio ATT e garanta o benefício de CAM I para casos de afastamentos temporários superiores a 15 dias. Além disso, o associado tem direito ao seguro mais completo do setor para PCHV (perda de CMA ou falecimento), em parceria com a Mongeral Aegon.

Associe-se, cuide de sua carreira e garanta o seu rendimento!

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo