• siteatlassociacao

Associações e o Sindicato apresentam proposta sobre gerenciamento do risco de fadiga à Anac

Caros associados,

Nesta sexta-feira (18/12) a ATT, em parceria com SNA, Abrapac e Asagol, entregou à Anac a proposta de texto para o RBAC sobre o gerenciamento do risco de fadiga. A agência será responsável por regulamentar essa questão em complemento à nova Lei do Aeronauta. O Cmte. Baia representou a ATT nesse importante encontro, que contou com lideranças do sindicato e das demais associações.

O gerenciamento do risco de fadiga é um dos temas mais debatidos na aviação mundial, sendo que o principal desafio é encontrar um equilíbrio entre a segurança e a produtividade das empresas. 

 O relatório foi elaborado tendo como base estudos técnicos e científicos realizados em conjunto com um instituto dos Estados Unidos. O conteúdo estabelece um programa de gerenciamento do risco de fadiga, assim como as condições técnicas e científicas que as empresas terão que apresentar para a Anac ao obter aprovação para operar.

A proposta dos aeronautas para o RBAC oferece alternativas flexíveis, como tabelas de jornada de trabalho para tripulações simples, compostas e de revezamento, além da novidade da categoria de repousos nos aviões. O texto aborda também as monofolgas, as madrugas consecutivas em voo e as sequências de “early start”, demonstrando de forma científica o quanto a fadiga afeta os aeronautas em cada uma dessas situações. 

Caso o conteúdo seja aprovado pela Anac, o Brasil poderá alcançar um nível de excelência compatível com as melhores práticas internacionais.

Foto: lideranças durante o encontro com a Anac. Cmte. Baia, representante da ATT, é o segundo da esquerda para a direita

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo