• siteatlassociacao

Alerta ATT: previna-se contra a Febre Amarela

A imagem pode conter: texto

Caros associados,

Conforme divulgações na mídia, a contaminação por febre amarela tem aumentado no Brasil e causado preocupação. No caso dos tripulantes, que viajam constantemente, o perigo pode ser ainda maior, já que podem passar por diversas regiões consideradas de risco para a saúde.


Veja abaixo mais informações sobre a febre amarela:

O que é?

A Febre Amarela é uma doença infecciosa causada por um Argovirus, que pode levar À morte em apenas uma semana, caso não seja tratada rapidamente;

Ciclo de transmissão

No Brasil, as causas da doença são classificadas como Febre Amarela Silvestre ou Febre Amarela Urbana:

Ciclo de transmissão da Febre Amarela Silvestre: Mosquito dos gêneros Haemagogus Sabethes.

Ciclo de transmissão da Febre Amarela Urbana: Mosquito transmissor: Aedes Aegypti.

Sintomas

Febre de início súbito, calafrios, dores de cabeça, dores nas costas e no corpo em geral, mal estar e fraqueza. Porém, na maioria dos casos, a Febre Amarela não apresenta sintomas. Tratamento

Não há medicamentos específicos para eliminar o vírus do corpo. O paciente é tratado com remédios que combatem o mal estar.

Prevenção

A única maneira de prevenir a doença é por meio de vacinação. O imunizante disponível hoje apresenta eficácia de 95% a 99%. Porém, é contra indicada para: crianças menores de 6 meses; pessoas imunossuprimidas; com reação alérgica grave a ovo; idosos acima dos 60 anos; gestantes e pessoas com HIV. Em caso de doenças hematológicas, será necessária uma avaliação por um médico antes de se vacinar.

Fiquem atentos a essa ameaça, vacine-se e elimine focos de proliferação de mosquitos, como água parada.

Fonte: Isabella Balalai, presidente da SBLM (Sociedade Brasileira de Imunizações) e Ministério da Saúde

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo